ItalianoHrvatskiEnglishFrançaisDeutchEspañolPortuguesePo PolskuSlovakia     

 

Maroš

Tenho trinta e seis anos e me chamo Maroš . Vivo na fraternidade da Comunidade Cenacolo na Eslováquia . A Comunidade se tornou um lugar de esperança para mim . Entrei nela anos atrás pensando que o importante era conseguir sair das drogas . Venho , também , de uma família onde desde a infância vivi momentos difíceis por causa do meu
pai que era alcoólatra . Tinha muita vergonha da minha situação familiar .
Crescendo me afastei cada vez mais deles e sentia muita raiva do meu pai .Não conseguia aceita-lo e perdoa-lo depois que ele foi embora de casa. Cresci e me tornei igual a meu pai , era egoísta e só pensava em mim mesmo . Formei uma família ,porém, o meu pensamento fixo era a droga . Aquilo que meu pai me fez sofrer eu fiz que meu filho sofresse . Entrei na Comunidade por milagre . Estava profundamente desiludido e com raiva da vida e de mim .A tristeza e o vazio não queriam me deixar . Sinceramente não acreditava que a Comunidade pudesse me ajudar . Achei que seria apenas um período no qual poderia não me drogar e me aproximar de minha família. Via ,no entanto , nos rapazes perto de mim aquilo que eu não tinha : alegria de viver , brilho nos olhos , honestidade e sinceridade no compartilhar suas vidas . De certa forma aquilo que via me fazia querer ser como eles .
Durante os primeiros meses de Comunidade , recordando aquilo que fiz minha família e meu filho viverem sentia muita culpa . Acreditava que meu filho Adam não me perdoaria nunca . Ele foi minha única razão de vida , a força para sair das drogas .Pensar nele me ajudou a permanecer na Comunidade mesmo nos momentos mais difíceis . As orações me ajudaram a sentir que era amado por Deus e por aqueles que estavam perto de mim . Em muitos momentos justamente na oração me sentia muito próximo a meu filho e principalmente o sentia vizinho .
O amor de Deus me perdoou antes que eu me perdoasse . A amizade e a paciência que teve comigo o meu “anjo da guarda’ , o rapaz que me ajudou no início do meu caminho , me chamaram tanto a atenção que aos poucos comecei a me abrir com ele de modo sincero e leal . Me deu muita força sentir a confiança por parte da Comunidade e dos rapazes com os quais convivia . Esta confiança me ajudou a acreditar mais em mim e a querer ser verdadeiro .
Após alguns meses recebi o dom de ser o “anjo da guarda “ de um jovem que tinha acabado de entrar na Comunidade . Parecia que eu estava vendo meu filho Adam crescer . Através deste jovem percebi tudo que não havia vivido com meu filho por causa do meu egoísmo . Naquele momento entendi que era capaz de amar e ser um bom pai .
Durante o caminho vivido na Comunidade entendi que o meu problema não era somente a droga . Percebi claramente que a droga foi a válvula de escape de tantos problemas que carregava dentro de mim. Percebi que deveria dar um sentido novo à minha vida . A Comunidade me ajudou a reconstruir minha vida com valores sólidos e permitiu que a misericórdia de Deus entrasse em minha vida . Iniciou-se um período muito importante no qual lutava para escolher o bem . Acho que este foi o período mais importante de minha caminhada .
 No sofrimento aprendi a pegar a minha cruz e carrega-la , me abandonando e aceitando a vontade de Deus . Aprendi que nos momentos difíceis devo saber aceitar a vontade de Deus com confiança , sabendo que Ele me ama como sou . Nesses anos vi como Deus escutou as minhas preces e me deu aquilo que desejava : me reaproximar de meu filho e ter um relacionamento finalmente limpo e sincero com a minha família e com aqueles que me querem bem . Hoje posso somente agradecer de coração por todas as graças que recebi .
A Comunidade sempre fez o possível para que eu me aproximasse do meu filho que nos últimos anos vem frequentemente ficar comigo na fraternidade aonde vivo . Tudo aquilo que aprendi com os rapazes posso viver também no meu relacionamento com Adam . Hoje me sinto um pai capaz de educar-lo na vida cristã . Me sinto capaz de escutar-lo e entende-lo , de saber pedir perdão e de perdoar-lo . Me sinto um pai que é uma coluna para ele nos momentos difíceis . A vida que vivo me faz sentir satisfeito e realizado .Aliás , sinto que Deus através da Comunidade realizou em minha vida muito mais do que poderia imaginar .
Agradeço minha mãe por suas orações que me sustentaram desde o dia que aqui entrei . Agradeço a Irmã Elvira por tudo aquilo que fez e faz por nós ,porque nos dá a possibilidade de viver uma vida verdadeira . Quero agradecer a Comunidade que me deu a possibilidade de encontrar Jesus Cristo . Foi Ele que transformou a minha vida !

 

 

Print this pagePrint this page