ItalianoHrvatskiEnglishFrançaisDeutchEspañolPortuguesePo PolskuSlovakia     

 

Padre Francesco Peyron

Os exercícios são um tempo de graça e de luz do Espírito Santo, enfim é um dom.
Recebemos assim com estupor, com alegria. O Espírito Santo trabalha nos corações, nos da os dons, as graças,a luz, em um silêncio sorridente, em um abandono confiante.
Mesmo se alguém tem coração cheio de problemas, com algumas feridas ou talvez com algumas preocupações, é importante colocar tudo isso no corarão de Jesus. E não é uma bonita frase, mas dizer: “Senhor me preocupa a saúde, me preocupa onde andarei, a situação que deixei... coloco este peso no teu coração”. Depois nos encontraremos, porque somos pessoas, mas nos encontraremos na luz do Espírito Santo e então será diferente. Para entrar em uma atitude de abandono, de silêncio sorridente, devemos fazer este ato de entrega de nós mesmo, mas sobretudo daquilo que nos pode pesar e preocupar.
Um outro ponto importante é que não somos aqui só por nós mesmos, mas junto comigo tem toda uma corrente de pessoas a mim confiada a qual levarei um sorriso, a paz, um anuncio, um ato de caridade. Os exercícios fazemos para nós mas não é um ato egoísta, porque devo ser luz para iluminar. Devo enriquecer-me, simplificar-me, purificar-me, esquentar-me. Durante estes dias de silêncio ha um grande valor para encontrar Deus, para entrar no profundo de nós mesmo. 
Nos será proposto a escuta para descobrir se a minha vida, assim como eu estou vivendo, assim como estou respondendo, servindo, como estou fazendo as coisas, tenho esta centralidade de estar sentada aos pés de Jesus e de escutá-lo?
Maria é com nós, confiamos e deixamos que Ela sempre nos acompanhe.

Print this pagePrint this page